A chegada de Leonardo

tag Tags || Hospital Vila da Serra

5

nov

2019

Por: Juliana Randazzo Ribeiro

Durante toda a minha gestação imaginei que o momento do meu parto seria com nove meses e que teria um filho saudável. Mas, como não podemos prever o nosso destino no dia 07/04/2014, fiz um ultrassom eletivo e, para minha surpresa, o resultado foi assustador.

Devido à completa ausência de líquido amniótico(anidramnio) foi indicada cesariana de urgência. Neste dia, minha vida mudou: Léo não nasceria com 39 semanas, conforme meu sonho. Ele vinha antes, um prematuro.

Não ficaria comigo no pós-parto, ficaria em uma incubadora.Eu não o amamentaria logo após nascimento e não seria possível saber quando isso aconteceria. Confesso que de tudo o que passei, o pior é a incerteza de não conseguir controlar o futuro que hoje em dia é o que me dá alegria todos os dias.

Logo depois deste ultrassom,fui internada no Hospital Vila da Serra que foi escolhido por saber da qualidade assistencial da equipe do CTI Neonatal.

Léo nasceu pequeno e cansado, e sob cuidados da carinhosa pediatra Dra.Iolanda, recebeu prontamente seus primeiros cuidados em sala de parto. Alguns minutos após o nascimento recebi a notícia que ele seria transferido para CTI neonatal.

Aquelas foram as horas mais difíceis da minha vida.Passa tudo na sua cabeça. Será que ele está bem? O que estão fazendo com ele? Por que ele nasceu prematuro? Foi culpa minha?

Foram poucos dias de internação,mas para mim pareceu uma eternidade. Como mãe de prematuro meu maior desafio foi ter paciência e controlar minhas emoções confiando na equipe que eu havia escolhido.

O dia a dia na UTI não é fácil. Me vi em uma montanha russa, com um dia de notícias boas e em outros, notícias que eu não queria ouvir. Tive verdadeiros anjos sem asas cuidando do meu bebe…E assim foram se passando os dias: um dia sem CPAP o outro sem antibiótico, saiu da incubadora….

Até que chegou o tão esperado dia. Aquele em que eu poderia colocá-lo no colo pela primeira vez!

Não tenho palavras para agradecer a Lindsay Santos que me ajudou. Ele,ainda cheio de fios, sonda, acesso e materiais necessários para monitorização,mas estava ali, no meu colo…

Agradeço todos os dias a dra.Maria Letícia Versiano que me viu chorando quando estava em dificuldade para amamentar e ela,com suas sábias palavras, me acalmou. Assim como a enfermeira Renata,que era responsável pela amamentação na época e vários funcionários que me ajudaram.

Foi no CTI que descobri que não é fácil amamentar e que em alguns casos a sucção pode fazer parte de superação de mais um desafio para aquele bebê tão pequeno!

Léo se superou a cada dia. Aprendi muito com todos da equipe e com meu pequeno.Foi da Dra. Lilian que recebi o melhor presente que uma mãe pode receber: a alta de meu tão esperado filho!!!

Hoje,Leonardo tem 5 anos, frequenta regularmente a escola, pratica esportes, é um tagarela que preenche toda a minha vida. Ele adora se fantasiar de heróis, fazer fantoches, tem imaginação fértil e principalmente é saudável.

Não foi fácil receber alta do hospital sem ele. Um parto inesperado, um prematuro muito desejado. Foram dias de luta, superação, esperança e muita paciência.

Hoje só tenho a agradecer a todos do Hospital Vila da Serra pelos cuidados e carinho com meu pequeno.

Faça seu comentário