Estímulos ainda no ventre

tag Tags || Desenvolvimento do bebê

16

maio

2014

O momento da gravidez é um estado mágico. Durante as transformações, a mãe se sente cada vez mais vinculada ao bebê. Uma atividade interessante que estreita ainda mais a relação é o estímulo através do som.

A recepção sonora é uma grande vantagem para o desenvolvimento do bebê, mesmo ainda em vida uterina. A partir da 16ª semana, o feto já experimenta o mundo auditivo, pois os ouvidos já estão formados. À medida que avança a gestação, a escuta fica cada vez mais apurada. Conversar e cantar são atitudes da mãe já identificadas por ele. Tanto que, a partir do nascimento, o bebê já reconhece a voz materna.

música

Tais estímulos ainda no ventre podem render muito no futuro, pois potencializa a facilidade de aprender durante a infância, além de absorver mais claramente regras comportamentais. Estudos mostram que a música clássica ajuda no desenvolvimento cerebral do feto, pois as conexões neuroniais são facilitadas através dos estímulos que as mães provocam. Tal fenômeno é conhecido como “efeito Mozart”.

música na gravidez

Se a mãe ouviu com frequência considerável uma determinada música, é fato que, ao escutá-la fora do útero, o bebê a reconhecerá e se sentirá tranquilo ao ouvi-la, pois virá à tona a lembrança do ambiente seguro da vida uterina.

A dica para as mães gestantes é escutar músicas que a agradem. Se a mãe relaxa, o feto também sentirá a mesma sensação. E não precisa colocar a música no volume máximo, pois o líquido amniótico é um excelente condutor de som.

Faça seu comentário