Ecocardiograma Pediátrico e Fetal e o pioneirismo do Hospital Vila da Serra nesta área

tag Tags || Hospital Vila da Serra

2

ago

2013

O Hospital Vila da Serra mantém sua característica pioneira e adquire a nova modalidade de imagens cardíacas pediátricas, o Ecocardiograma Transesofágico Pediátrico conhecido também como Ecocardiograma Pediátrico e fetal considerado um exame de alta resolução e complexidade, ele é usado para a elucidação de algumas doenças complexas específicas, incluindo a abordagem de cardiopatias congênitas em crianças com peso abaixo de 25 kg, que até então não eram passíveis de tratamento intervencionista em Minas Gerais. A técnica também é uma ferramenta fundamental no acompanhamento tanto de cirurgias cardíacas pediátricas, monitorando o resultado cirúrgico durante o período intraoperatório, como de cateterismos cardíacos intervencionistas pediátricos. “Esses procedimentos são vigiados continuamente, permitindo o benefício do paciente”, conta a Dra. Tamara Katina, médica da equipe. Segundo ela, as imagens possuem excelente resolução e permitem uma análise acurada do antes, durante e após as cirurgias.

Dr. José Augusto Barbosa, coordenador do serviço, explica que os resultados cirúrgicos em bebês (a partir de 2,5 kg) podem ser monitorados antes mesmo do término da cirurgia cardíaca. “Podemos detectar qualquer alteração mínima residual e permitir a sua correção em tempo hábil”, afirma.

A equipe trabalha juntamente com o cirurgião Cardíaco Pediátrico, Dr. Marcelo Castro e com o cardiologista Intervencionista Pediátrico, Dr. Edmundo Clarindo Oliveira, que estão extremamente satisfeitos com os resultados obtidos.

Um comentário para “Ecocardiograma Pediátrico e Fetal e o pioneirismo do Hospital Vila da Serra nesta área”

  1. Ednaap Martins disse:

    Grande medico ótimo profissional,foi usado por Deus para fazer um procedimento no meu coraçaõ graças a Deus correu tudo muito bem.

Faça seu comentário