Bebês em rede: O embalo que acalma

tag Tags || Dicas

28

nov

2015

Logo que o bebê vem ao mundo, a preocupação primária dos pais é garantir bem-estar e segurança ao mais novo membro da família. São nove meses de espera, planejando modelo de berço e enxoval para que os momentos de sono sejam os mais tranquilos possíveis.

Uma estratégia interessante que pode acalmar o bebê naqueles momentos em que nem o colo controla a inquietação é o uso de rede dentro do berço. Isso pode ser feito com lençol preso à base ou até mesmo o famoso “baby slings”, que é uma faixa de tecido leve em que bebê se adapta confortavelmente ao corpo da mãe, aproximando-o do cheiro e do som do coração materno.

baby slingsrede adaptada

Tal estratégia tem sido eficaz, pois permite uma simulação do ambiente uterino, pois envolve todo o corpo do recém-nascido numa posição confortável. Assim, sente-se mais seguro, pois a lembrança uterina, ainda tão intensa na fase inicial de vida, o faz perceber que seu mundo é  aquele mesmo mundo vivido por ele durante os nove meses de gestação.

Alguns hospitais do Brasil já adotam a rede dentro das incubadoras em UTI neonatal. Os prematuros ficam aconchegados no embalo, diminuindo a frequência respiratória e cardíaca e mantendo a postura fetal. Em evolução, eles ganham peso com mais rapidez e, consequentemente, recebem alta mais cedo.

UTI

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Faça seu comentário