Amamentação: uma vitória para toda a vida

tag Tags || Amamentação

17

set

2014

amamentação uma vitória para toda a vida No mundo todo, a cada ano, mais de 10 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade morrem de doenças que poderiam ser prevenidas e tratadas. Dentre as várias intervenções preventivas e terapêuticas eficazes e de baixo custo, o aleitamento materno, exclusivo até os seis primeiros meses de vida e continuado até os dois anos de idade ou mais, é fundamental.

Em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS), a United Nations Children’s Fund (UNICEF) e várias organizações governamentais e não governamentais de diversos países, inclusive do Brasil, reuniram-se e publicaram a “Declaração de Innocenti”, visando proteger, promover e apoiar o aleitamento materno. No mesmo ano, governos e Nações Unidas estabeleceram os “Objetivos de Desenvolvimento do Milênio” (ODM) para combater a pobreza e promover o desenvolvimento saudável de uma forma abrangente até 2015. As oito metas são: erradicar a pobreza extrema e a fome; atingir o ensino básico universal; promover a igualdade entre os gêneros e a autonomia da mulher; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde materna; combater o HIV-SIDA, a malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental e desenvolver uma parceria global para o desenvolvimento.

Em 1991, a Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação (WABA) foi fundada com o objetivo de seguir o compromisso da “Declaração de Innocenti” e, no ano seguinte, a organização criou a Semana Mundial da Amamentação (SMAM), oficialmente comemorada em 120 países na primeira semana de agosto.

Este ano, o tema da SMAM é “Amamentação: uma vitória para toda a vida!”, e visa salientar a importância de ‘’aumentar e manter o apoio, a promoção e a proteção da amamentação, no âmbito da contagem regressiva para os objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)”. A fim de envolver um maior número de grupos e pessoas das mais diversas idades possíveis, a semana traz os seguintes objetivos:amamentação

                1- Informar sobre como o aleitamento materno e a alimentação de lactentes e crianças de primeira infância se relacionam com os ODM;

                2- Mostrar o progresso e as lacunas importantes no aleitamento materno e alimentação de lactentes e crianças de primeira infância;

                3- Chamar a atenção para a importância de se intensificar as ações para proteger, promover e apoiar o aleitamento materno como uma intervenção fundamental na contagem regressiva dos ODM.

Sabemos que a amamentação é uma estratégia que protege as crianças, reduzindo as taxas de doenças e mortalidade infantil. Neste ano, vamos contabilizar e direcionar nossas ações para o crescimento de nossos índices de aleitamento materno. Vamos celebrar nossa existência,  melhorando a saúde e a qualidade de vida de novas gerações, cumprindo metas e conscientizando as pessoas enquanto seres humanos e cidadãos do mundo.

Cleonice Liboreiro Motta Ferrari, coordenadora do CIAMA – Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno do  Hospital Vila da Serra

Faça seu comentário