Como estimular os bebês através das brincadeiras?

tag Categoria || Dicas

10

jun

2016

estimulando o bebe com brincadeirasVer seu filho crescendo e acompanhar de perto seu desenvolvimento é lindo. Apesar de termos a impressão, nos primeiros meses do bebê, que eles não aprendem nada e que nossa forma de interagir com eles não influencia em suas vidas, saiba que isso é um mito. A forma como falamos com eles, que tocamos seu corpinho, nosso humor quando estamos perto deles, tudo é sentido pelos pequeninos. Portanto, é extremamente importante ter atenção em como nos relacionamos com eles. Conversar de modo agradável, brincar, fazer carinho, cócegas, massagens leves, entre tantas outras atividades, são ótimas maneiras de estimulá-los, ajudando-os a desenvolver seus sentidos e capacidades.

Qualquer que seja a forma de contato com seu filho no momento das brincadeiras, seguir as dicas abaixo é importante para que os momentos de interação sejam sempre produtivos e agradáveis:

– Dê prioridade ao seu filho no momento da brincadeira.
– Desligue o celular e outros aparelhos que possam tomar a sua atenção.
– Dê liberdade para que a criança escolha a brincadeira que mais gosta, quando ela manifestar essa vontade.
– Tome a iniciativa de iniciar uma brincadeira em momento oportuno, mostrando que você também está disposto e interessado em ter contato com ele, o que tornará a atividade ainda mais especial.

Agora veja as dicas que o HVS preparou para você, com sugestões de brincadeiras e qual o tipo de estímulo que elas irão gerar em seu bebê:

Estímulo da coordenação motora grossa

– Engatinhar desviando de obstáculos
– Estimular a ficar em pé
– Estimular a andar
– Estimular o ficar de bruços e sustentar a cabeça

Estímulo da coordenação motora fina

– Brincar com algodão
– Tirar os lenços da caixa
– Brincar de massinha

Estímulo da fala e audição

Lembremos que, antes de iniciar o processo da fala, as crianças já ouvem os sons do ambiente onde vivem. Portanto, apresentar sons novos aos pequenos é uma excelente forma de estimulá-los, tanto na audição quanto na fala que virá numa próxima fase.

– Balançar o molho de chaves, para que ele ouça o barulhinho delas batendo umas nas outras.
– Cantar para ele e com ele.
– Tocar algum instrumento que tenha som leve, como violão, por exemplo.
– Brincar de imitar vozes diferentes e engraçadas. Além de estimular sua audição, o fará dar boas risadas.

Outras brincadeiras

– Brincar com a bola de academia para estimular a coordenação.
– Brincar com chocalho.
– Brincar de esconde-esconde para estimular a curiosidade e a atenção.
– Brincar de alcançar os objetos, estimulando a coordenação, o equilíbrio e a força das mãozinhas.

Programação metabólica: uma ótima dica para quem deseja engravidar

tag Categoria || Dicas

18

abr

2016

Hoje, através da evolução da tecnologia em reprodução assistida, o sonho de ser mãe tem estado cada vez mais próximo da realidade de muitas mulheres. Além das técnicas específicas para este fim, há alguns cuidados que, se colocados em prática, aumentam as chances de êxito. O zelo com a saúde pode e deve ser sempre mantido, pois é a base para o sucesso na concepção.

 

maternidade

 

Porém, nem sempre só isto basta: contar com a ajuda de profissionais de outras especialidades tem ajudado a melhorar consideravelmente as condições para que uma gravidez ocorra de forma satisfatória. Através, por exemplo, de um nutricionista, você tem uma gama de tratamentos e acompanhamentos que trazem melhorias para a saúde da futura mamãe. Mais especificamente, para quem está tendo dificuldades para engravidar, uma boa opção é a chamada “programação metabólica”, que tem como objetivo deixar seu organismo com níveis nutricionais balanceados.

O processo inclui cuidados com o fígado, os rins, a tireoide, intestinos, hormônios, entre outros. Ao iniciar a programação, o nutricionista fará uma avaliação completa da sua saúde, através de um check up completíssimo. Serão solicitados mais de 30 exames laboratoriais, o que inclui até mesmo testes alérgicos, para não deixar nenhum detalhe importante passar despercebido. Com os resultados em mãos, o profissional terá todas as condições necessárias para montar uma dieta totalmente personalizada.

A programação metabólica irá corrigir eventuais deficiências, e para ajustar a sua alimentação de forma ainda mais efetiva, o nutricionista poderá recomendar, caso necessário, o consumo de suplementos que irão sanar alguns tipos de carência nutricional mais específica. A duração do tratamento vai depender muito do estado de saúde de cada cliente. Com todas as adequações já realizadas, você estará, com certeza, muito mais propensa a engravidar. Vale lembrar que a saúde do pai também conta muito e deve ser avaliada, para que tudo ocorra da maneira esperada.

Após o término dos ajustes, é recomendado que boa parte destes novos hábitos alimentares seja mantida, o que irá garantir uma gestação saudável do início ao fim, e também contribuir para que o bebê venha ao mundo com uma saúde de ferro. Junto a este processo, o nutricionista irá também dar muitas dicas sobre o que é recomendável ou não consumir nesta fase da vida, como evitar corantes, conservantes, medicamentos, alimentos industrializados, cigarro, bebidas alcoólicas, poluição, agrotóxicos presentes nos vegetais, etc. A sua saúde e a do seu filho são os bens mais valiosos que você possui, portanto tente fazer tudo o que estiver ao seu alcance para mantê-los sempre nas melhores condições possíveis.

Artigo originalmente publicado no Tudo do Mundo

7 dicas que podem aliviar as dores nas costas durante a gravidez

tag Categoria || Dicas

26

jan

2016

atualização 25/01/2016

A alegria de estar grávida pode ser acompanhada de alguns impasses típicos que acontecem durante qualquer gestação. Um deles é a dor nas costas, causada pelo crescimento uterino e a atuação dos hormônios. Aos passar dos meses, o aumento da barriga leva à mudança do centro de gravidade da mulher, deixando a região muscular mais enfraquecida e afrouxando os ligamentos. Naturalmente há mudança postural, forçando-se assim a coluna. Por isso as dores lombares que incomodam tanto.

dor gravidez costas

Como aliviar as dores?

É possível amenizar ou até mesmo acabar com as dores. Confira 7 dicas que podem fazer a diferença na rotina de qualquer gestante:

1 – Abaixar-se de modo correto

Muitas gestantes, ao se abaixar, acabam dobrando a coluna, o que é muito prejudicial. O ideal é dobrar os joelhos e, mantendo-se reta, pegar algo que se pretende pegar do chão.

2 – Manter-se em posição correta

O interessante é não ficar por longos períodos numa mesma posição. Caso contrário, os mesmos músculos ficam contraídos por muito tempo e acabam causando dor. Caso a grávida fique muito tempo sentada, é melhor se levantar em alguns intervalos para variar o relaxamento e contração dos músculos.

3 – Dormir de forma confortável

A melhor posição para a grávida e para o bebê é de lado, tanto esquerdo quanto direito. Ao dormir, é recomendado colocar um travesseiro entre os joelhos, para facilitar a posição reta da coluna. O que é desaconselhável, principalmente no final da gravidez, é dormir de barriga para cima. Nesta posição, o bebê acaba comprimindo a veia cava, ocasionando a diminuição de sangue que chega para o feto. Além disso, o peso do útero leva à pressão de nervos, como o ciático, provocando as tão indesejadas dores.

dor costas gravidez

4 – Praticar atividade física

Respeitando os limites de cada gestante e considerando as recomendações médicas, a atividade física fortalece os músculos e melhora a capacidade respiratória, proporcionando alívio de dores. Uma boa opção são atividades aquáticas, como natação e hidroginástica. Claro que, como aliado, o alongamento deve ser feito sempre antes, durante e depois de qualquer atividade física.

dor costas gravidez

5 – Usar cinta de sustentação

Alguns médicos podem recomendar o uso de cintas próprias para gestantes que ajudam a sustentar o peso da barriga, aliviando a sobrecarga muscular na fase gestacional.

Kids Vitrine

Kids Vitrine

6 – Tomar banho quente

Sem exagerar na temperatura, a grávida pode aliviar as dores momentâneas nas costas com um bom banho de água morna para quente. A opção da banheira é a melhor, pois o corpo pode ficar em imersão, além de favorecer o relaxamento. Além disso, pode-se colocar uma bolsa de água quente nas costas.

7 – Massagear a gestante

Seja profissional ou não, ter alguém que possa massagear a região lombar é garantia de aliviar aas dores nas costas e eliminar todas as tensões acumuladas.

dor costas gravidez

Fontes: Guia do bebê | Baby Center | Minha Vida.

Todas as informações da matéria são referenciais. Qualquer dúvida, procure um especialista.

Bebês em rede: O embalo que acalma

tag Categoria || Dicas

28

nov

2015

Logo que o bebê vem ao mundo, a preocupação primária dos pais é garantir bem-estar e segurança ao mais novo membro da família. São nove meses de espera, planejando modelo de berço e enxoval para que os momentos de sono sejam os mais tranquilos possíveis.

Uma estratégia interessante que pode acalmar o bebê naqueles momentos em que nem o colo controla a inquietação é o uso de rede dentro do berço. Isso pode ser feito com lençol preso à base ou até mesmo o famoso “baby slings”, que é uma faixa de tecido leve em que bebê se adapta confortavelmente ao corpo da mãe, aproximando-o do cheiro e do som do coração materno.

baby slingsrede adaptada

Tal estratégia tem sido eficaz, pois permite uma simulação do ambiente uterino, pois envolve todo o corpo do recém-nascido numa posição confortável. Assim, sente-se mais seguro, pois a lembrança uterina, ainda tão intensa na fase inicial de vida, o faz perceber que seu mundo é  aquele mesmo mundo vivido por ele durante os nove meses de gestação.

Alguns hospitais do Brasil já adotam a rede dentro das incubadoras em UTI neonatal. Os prematuros ficam aconchegados no embalo, diminuindo a frequência respiratória e cardíaca e mantendo a postura fetal. Em evolução, eles ganham peso com mais rapidez e, consequentemente, recebem alta mais cedo.

UTI

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Maternidade à vista: Preparando os seios para amamentação

tag Categoria || Amamentação

19

nov

2015

Maternidade à vista: preparando os seios para a amamentação

A amamentação é uma entrega incondicional da mãe para o seu filho. O leite materno é a fórmula mágica da saúde, pois previne doenças respiratórias, reduz os indícios de obesidade futura e reforça o sistema imunológico do bebê. Mas não é só o pequeno que ganha com isso. Ao amamentar, a mãe reduz as chances de desenvolver câncer de mama e de ovário, além de ajudar na tal desejada perda daqueles quilinhos adquiridos durante a gestação.

É claro que, na prática, o ato de amamentar pode não ser tão fácil como parece. Natural, pois tanto a mãe quanto o filho estão aprendendo juntos. O importante é priorizar o aleitamento materno e se preparar antes, tomando atitudes que podem facilitar o processo. Acompanhe abaixo 4 dicas que ajudarão a tornar a amamentação o momento mais feliz e prazeroso da vida.

1º Defina o tipo de mamilo

Existem três tipos. Durante o pré-natal, o obstetra ajudará a mãe a entender o formato do seu mamilo e as dicas que poderão contribuir e muito na amamentação.

Normal ou protuso

Este perfil tem o formato ideal para a mãe amamentar, pois o bico é saliente, bem delimitado e se posiciona em relevo. Durante a amamentação, ele fica rígido, favorecendo a pega do bebê, Há variações específicas, como mais comprido, mais curto, mais estreito ou mais largo. A mãe precisa ficar atenta à forma que o bebê envolve a boca no peito, para não correr o risco de sugar apenas o mamilo, aumentando assim as chances de ter fissura.

mama

Plano

Neste tipo, o mamilo não aparece externo à auréola. Porém, não é empecilho na hora de amamentar. Em muitos casos, a força da sucção do bebê faz com que os mamilos planos se projetem. A dica é levar o bebê a abocanhar uma parte da aréola.

 mama2

Invertido ou pseudoinvertido

É conhecido também como umbilicado, pois se assemelha ao formato do umbigo, voltado para dentro. É o tipo que gera mais trabalho para o bebê na hora de sugar, bem como a habilidade da mãe em proporcionar a pega correta, pois tal formato dificulta a saída do leite. O importante é lembrar que tanto o pequeno quanto a mãe estão aprendendo e nada impede o bebê de se adaptar ao perfil do mamilo.

Já o pseudoinvertido parece ser invertido, mas o bico se projeta para fora quando estimulado, seja manualmente, por pressão dos dedos, ou pelo frio. Assim, a amamentação torna-se mais fácil, se comparar ao invertido, pois a sucção do bebê faz o mamilo ficar proeminente.

mama3

2º  Tome sol nos seios

O sol é ótimo para preparar os mamilos para a amamentação. O calor previne as indesejáveis rachaduras e os torna mais resistentes. Deve-se atentar para o horário, a fim de evitar exposição aos raios ultravioletas. Antes das 10 horas da manhã e após as 16 horas, a mãe pode expor as mamas ao sol por aproximadamente 30 minutos. Se possível, todos os dias.

Durante a amamentação, também é importante continuar tal hábito, pois o calor do sol é cicatrizante.

3º Evite deixar o bebê fazer do seio uma chupeta

Durante a amamentação, a sucção aumenta as possibilidades de rachaduras. Se ele “chupetar”, sem de verdade mamar, eleva mais ainda as chances de rachar o bico. È fundamental conferir sempre se a pega está correta, abocanhando também boa parte da auréola. Se a sucção for feita apenas pelo mamilo, não será estimulada a produção e a saída do leite.

4º Use sutiã adequado

Os seis ficam bem cheios após o parto. É inevitável: a mãe deverá investir em sutiãs novos. A escolha ideal é em tecido de algodão, para evitar possíveis alergias e facilitar a respiração da pele, sem aros, para não machucar, e com alças mais largas, para ajudar na sustentação.

Há modelos com aberturas que facilitam na hora da mamada, sem precisar tirar o sutiã.